05/10/16

OIT apoia debates e treinamento para estimular a produção agrícola e a capacidade de geração de rendas de comunidades de Poconé (MT)

As atividades foram realizadas com moradores do distrito de Nossa Senhora do Chumbo, onde 400 trabalhadores foram resgatados de trabalho análogo à escravidão, e com produtores de frutas e verduras em Cangas.

 

Resgate dos meios de vida tradicionais marcam discussão em Nossa Senhora do Chumbo, MT (Imagem: OIT)

Resgate dos meios de vida tradicionais marcam discussão em Nossa Senhora do Chumbo, MT (Imagem: OIT)

 

O direito humano ao acesso à terra e à água foi tema de debate promovido no dia 25 de setembro em Nossa Senhora do Chumbo, no município de Poconé, em Mato Grosso. O evento é parte de uma iniciativa desenvolvida pelo Programa Ação Integrada para aprimorar os meios de vida da comunidade. O debate foi uma demanda dos próprios moradores, que veem estas questões como os maiores entraves para a geração de trabalho e renda. A oficina foi realizada em parceria pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), o Centro Burnier Fé e Justiça e a Organização Internacional do Trabalho (OIT).

Aproximadamente 60 pessoas participaram das discussões, cujo objetivo é promover o fortalecimento e a autonomia da comunidade. O meio de produção predominante dos moradores costumava ser baseado em atividades rurais. Com o processo de urbanização e a instalação da Usina Alcopan, de produção de álcool, na década de 1970, o foco das atividades produtivas se alterou. Contudo, a instalação foi fechada após contenda judicial e o resgate de quase 400 trabalhadores subjugados à servidão por dívida em 2005.

O Ação Integrada começou a atuar na região em 2015, pois os trabalhadores resgatados ficaram sem meios de geração de renda. O programa constrói soluções de meios de vida fundamentados no protagonismo da comunidade, como por exemplo, associativismo, cooperativismo, empreendedorismo e agricultura familiar. Criada em 2009, a iniciativa que já atendeu mais de 700 trabalhadores é desenvolvida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT/MT), pela Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-MT) e pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com o apoio técnico e institucional da OIT.

 

OIT realiza primeira etapa de treinamento para produtores de frutas e verduras em Cangas, MT (Imagem: OIT)

OIT realiza primeira etapa de treinamento para produtores de frutas e verduras em Cangas, MT (Imagem: OIT)

 

Além das atividades de fortalecimento comunitário promovidas pelo Ação Integrada em Nossa Senhora do Chumbo, cerca de 50 trabalhadores do distrito de Cangas participaram da primeira etapa de uma formação realizada pela OIT sobre o processamento de frutas e verduras. A demanda pelo treinamento veio da Central de Associações da Agricultura Familiar e Economia Solidária do Município de Poconé (CAAFESP), criada para gerir o centro de processamento de frutas e verduras inaugurado no local em janeiro pelo governo federal.

A instalação de Cangas ainda não é utilizada por falta de conhecimento técnico e a formação da OIT deve capacitar esses produtores locais, além de contribuir para o desenvolvimento dos municípios da região ao sul do Mato Grosso. “O fato é que, ao se criar uma organização social com a participação de associações para beneficiar e agregar valor às frutas e verduras, há um aumento da geração de renda pelos moradores”, explicou o Oficial de Projeto da OIT, Antonio Carlos Mello, que esteve presente nos eventos de Cangas e de Nossa Senhora do Chumbo.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *