16/01/17

Nova HQ da série “MPT em Quadrinhos” aborda acidentes de trajeto

Capa da revista do MPT em quadrinhos

Capa da revista do MPT em quadrinhos

Muitas pessoas sofrem acidentes no percurso de casa para o trabalho ou do trabalho para casa, mas poucas sabem que esse tipo de acidente de trajeto é equiparado a um acidente de trabalho, seja qual for o meio de transporte utilizado; e deve ser comunicado para que sejam apuradas as responsabilidades do empregador sobre o caso. Esse é o tema abordado na nova revista da série “MPT em Quadrinhos”.

Nesta edição, o personagem Marcelo sofreu um acidente de ônibus no caminho de casa para o trabalho e foi hospitalizado. João, Larissa e Denise vão visitá-lo e todos começam uma conversa animada com o enfermeiro presente, explicando a ele sobre os direitos do trabalhador e benefícios da previdência social, regulamentados na legislação brasileira, em casos de acidentes de trajeto.

Vale a pena a leitura!

Dados atuais
O número de acidentes de trajeto cresceu mais de 40% no Brasil, de 2007 a 2013, representando 20% dos acidentes de trabalho no país, segundo um levantamento feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), baseado em estatísticas da Previdência Social.

Durante o ano de 2015, foram registrados no INSS cerca de 612,6 mil acidentes do trabalho. Do total de acidentes registrados com Comunicação de Acidente do Trabalho (CAT), os acidentes típicos representaram 76,28%; os de trajeto 21,08% e as doenças do trabalho 2,63%. Nos acidentes típicos e nos de trajeto, a faixa etária decenal com maior incidência de acidentes foi a constituída por pessoas de 25 a 34 anos com, respectivamente, 34,35% e 36,71% do total de acidentes registrados.

Sobre a série
A série “MPT em Quadrinhos” foi elaborada pelo Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo (MPT-ES) e já conta com 25 edições que abordam diversos temas: trabalho infantil, segurança no trabalho, assédio moral, assédio sexual, direitos do trabalhador e muitos outros. Todas as edições estão disponíveis no site www.mptemquadrinhos.com.br.

Fonte: MPT Mato Grosso

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *